quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

SOMOS RELEITURAS DE UM PRETÉRITO IMPERFEITO.


SOMOS RELEITURAS DE UM PRETÉRITO IMPERFEITO.


As cortinas se abriram,
O sol rasgou os céus e invadiu as casas,
Tocando nos olhos remelados,
Pedindo para cada um de nós subir no palco,
E saborear a experiência humana.
Improvisar
Cantar,
Dançar,
Gritar,
Chorar,
Viver à vida e fazer o bem!
Viver esse grande teatro,
Onde cada um de nós é o roteirista,
E o ator principal.

Sentir a energia de estar aqui,
A energia de amar,
De sonhar,
De lutar pelos nossos sonhos,
E viver esses sonhos, nem que seja apenas um segundo.
Fazendo tudo isso sem medo de errar,
E sem se perder nos pretéritos imperfeitos
Dessa releitura que chamamos de vida.
Antes que as cortinas se fechem,
Sem os aplausos no final.



Eriberto Henrique, Jaboatão-PE, 05 de junho de 2017.







Nenhum comentário:

Postar um comentário